Zapzap, versão brasileira do WhatsApp, roda até no navegador

zapzapO Zapzap, “versão” brasileira do WhatsApp que pode ser usada via smartphone e navegador em qualquer PC, já pode ser baixada por usuários de Android. Mesmo com pouco mais de um mês de vida, o novo app já provoca a curiosidade dos usuários, especialmente por sua semelhança com o popular mensageiro comprado pelo Facebook.

Baseado no código fonte do Telegram, aplicativo russo que ganhou notoriedade quando o WhatsApp foi vendido à empresa de Marck Zuckerberg, o Zapzap oferece os mesmos recursos, incluindo compartilhamento de qualquer tipo de arquivo guardado no telefone ou no computador. Já o WhatsApp se limita a vídeos, fotos, áudio, localização e contato.

O design se assemelha muito ao WhatsApp, assim como seu modo de funcionamento. Inteiramente em português, o app pede também o número de telefone para fornecer o código de ativação, para, então, permitir conversas com os contatos cadastrados na agenda que têm o Zapzap instalado.

Sua interface na web é outro diferencial. Afinal, diferente do WhatsApp, que precisa de alguns hacks para rodar no PC, o mensageiro brasileiro usa a flexibilidade da nuvem do Telegram para sincronizar as mensagens trocadas em qualquer dispositivo. Além disso, o app promete ser ainda mais rápido que a versão russa, oferecendo o mesmo suporte a mensagens criptografadas.

“Estudei o código do Telegram por três meses até que encontrei uma maneira de utilizar a nuvem deles em um outro aplicativo com interface modificada. Depois, consegui deixar o aplicativo mais rápido no desempenho e tempo de resposta”, explica o paraense Erick Costa, que criou e hoje mantém sozinho o Zapzap – o nome, disse o programador, surgiu naturalmente após o aplicativo ser desenvolvido.

Lançado em 20 de abril, o mensageiro com interface brasileira vem conquistando usuários aos poucos e ainda não chega perto da popularidade do WhatsApp ou do próprio Telegram. São cerca de 65 mil downloads e mais de 20 mil usuários ativos. No entanto, os números já garantiram interesse do mercado.

O desenvolvedor revelou ao TechTudo que já está analisando propostas de possíveis compradores, mas nada que o impeça de continuar melhorando o aplicativo. “Tenho várias ideias de melhorias para ele, mas estou discutindo com alguns amigos o que deve realmente ser implementado”, conta Erick.

Por enquanto, Zapzap está disponível para smartphones Android, mas versões para iOS e Windows Phone estão a caminho. O app para iPhone deverá ser liberado para download até final de junho, enquanto a variante para a plataforma da Microsoft deverá demorar um pouco mais para sair – afinal, só há uma pessoa trabalhando no desenvolvimento.

 

Extraído do TechTudo

Jonatas Faro lança seu novo site oficial

O site oficial do ator e cantor Jonatas Faro, desenvolvido pela Rian Design, está no ar e pode ser acessado através do endereço abaixo:

www.jonatasfaro.com.br

A carreira de Jonatas é recente. Seu primeiro papel foi o de Samuca, o pequeno aluno intelectual da novela “Chiquititas” (1998), no SBT, gravado na Argentina. O ator então mudou-se para lá, aos 10 anos. Em 2001, ganhou um pequeno personagem na telenovela “Um Anjo Caiu do Céu”, e em 2002, voltou para o SBT, onde trabalho na novela “Marisol”.

Seguiu-se a isso uma temporada nos EUA, onde se aprimorou como ator e dançarino. Voltou para o Brasil, participou da temporada 2008-2009 de “Malhação” e foi o terceiro colocado em “Dança dos Famosos”, no programa dominical do Faustão.

Ganhou um lugar no elenco no musical “Hairspray” (2009), onde conheceu a atriz Danielle Winits, parte do elenco da peça.

Jonatas foi também destaque nas novelas “Insensato Coração” e “Cheias de Charme“, e foi o vencedor do quadro “Artista Completão“, no Domingão do Faustão, em 2014.

Fonte: gente.ig.com.br

Image

EA Sports UFC: vídeo simula luta entre José Aldo e Anthony Pettis

easportsufcEA Sports UFC ganhou um novo vídeo, dessa vez simulando a esperada luta entre o brasileiro José Aldo e o norte-americano Anthony “Showtime” Pettis. Com cerca de 6 minutos de duração, o vídeo mostra o primeiro round completo, mas deixando no ar quem sairia vencedor.

O vídeo mostra gráficos excelentes, e uma excelente reprodução dos momentos que antecedem uma luta, mostrando toda a introdução, com direito a apresentação dos lutadores, o árbitro ditando as regras, e, claro, Bruce Buffer e sua famosa frase.

José Aldo, atual campeão do Peso Pena (até 66kg) do UFC, e Pettis, atual campeão na categoria Peso Leve (até 70kg) deveriam ter se enfrentado em 2013, mas uma lesão acabou tirando o norte-americano da disputa. Ainda não há uma data para o enfrentamento dos dois, nem se a luta será na categoria dos Leves (onde Aldo subiria de peso) ou com um peso combinado.

Segue link para assistir ao vídeo.

http://www.youtube.com/watch?v=d2xLW0NZCLw#t=295

EA Sports UFC será lançado no dia 17 de junho para Xbox One e PlayStation 4. Espera-se que a versão final contenha mais de 100 lutadores, incluindo o lendário Bruce Lee. O jogo também contará com um modo baseado no reality show The Ultimate Fighter.

 

Extraído do TechTudo

Review Mac Pro 2013, com design futurista, preço salgado e desempenho voltado para profissionais;

img_7008_copyA Apple finalmente atualizou o Mac Pro. A demora para a chegada da tão prometida novidade, lançada no fim de 2013, parece ter valido a pena. O supra-sumo em potência gráfica e design primoroso chegou ao Brasil.

Design

O design é com certeza um dos pontos mais chamativos do novo Mac Pro. Com seu formato cilíndrico, 16 centímetros de diâmetro e 25 centímetros de altura é envolvido por um metal escovado. A nova versão do mais potente dispositivo já feito pela Apple deixa os PCs robustos de mesa bem para trás, tanto no quesito beleza, como na união de potência e mobilidade.

Em relação a suas dimensões, se comparadas com a versão antiga do Mac Pro, o novo modelo 2013 tem um oitavo do tamanho do anterior, e mais de um quarto do peso mais leve.

Muitos sites e fãs da empresa brincaram e compararam o formato inovador com o famoso personagem de Guerra nas Estrelas, Darth Vader, ou com uma pequena “lixeira” do futuro.

O design de “peça de arte” não fica só na parte exterior do aparelho. Por dentro, o Mac Pro 2013 também impressiona. O formato único traz um dilema para os designers e engenheiros do quartel general da companhia de Cupertino: como deixar tudo bem montado com um formato inovador sem que o calor das peças do hardware seja um problema?

O formato inovador inclui um cooler único central que consegue puxar ar fresco da parte inferior do case para a saída do ar quente no lado superior do gabinete cilíndrico. O silêncio do equipamento é outro ponto surpreendente do PC, mesmo nos testes com uso pesado do processador e da GPU gráfica da AMD.

Desempenho

Como já era de se esperar, o novo Mac Pro traz um dos mais potentes desempenhos de processamento, tanto na parte gráfica, como na parte de rodar softwares pesados voltados para trabalhos profissionais. O computador suporta até três monitores 4K ao mesmo tempo ou seis monitores via Thunderbolt 2.

A configuração do modelo testado não é a mais completa disponível no Brasil, mas também não pode ser considerada um desktop “modesto”. Com Processador Intel Xeon E5 com seis cores de 3,5GHz, memória RAM de 16 GB DDR3 1866 MHz, SSD de 256GB e duas GPUs AMD FirePro D500 com 3GB de VRAM GDDR5 cada.

O Mac Pro 2013 traz ainda a mais nova tecnologia Wi-Fi 802.11ac, igual aos outros modelos de hardwares lançados no ano passado pela Apple. A velocidade para a navegação sem fio pode chegar até o dobro do desempenho dos modelos anteriores, mas para isso o usuário precisa usar um roteador compatível com a nova banda.

O miniPC não é pra qualquer um. O público alvo ideal seriam os fotógrafos, designers, videomakers e animadores profissionais. Quem pretende comprar um Mac Pro especificamente para jogos, pode se arrepender da escolha. Porque mesmo ele tendo duas placas de vídeo, uma das GPUs só funciona em companhia do processador na hora de rodar softwares que pedem mais velocidade.
Conexões

A nova versão do Mac Pro conta com muitas conexões, a começar pelas seis entradas Thunderbolt 2, mais quatro entradas USB 3.0, duas portas Ethernet gigabyte e uma HDMI 1.4. Todas essas portas trazem uma boa opção para conectar dispositivos e upgrades externos, como por exemplo um leitor de DVD externo ou um HD externo físico ainda maior.

Custo-benefício

Nem todo mundo precisa do poderoso Mac Pro 2013 na mesa. Mas para quem trabalha com arquivos pesados, manipulando arquivos Ultra HD ou renderizando códigos e animações, a “fera cilíndrica” chegou do futuro para entregar um conjunto completo que mescla um belíssimo design e poder.

 

Extraído do TechTudo.

PlayStation 4: como consertar o bug de vibração no DualShock 4

33O PlayStation 4, ou mais precisamente seu controle DualShock 4, apresentou um problema para um certo grupo de usuários após sua atualização de sistema, número 1.7, lançada recentemente. O defeito está no sistema de vibração do controle, que fica desativado, independente das configurações do usuário. Veja como consertá-lo.

Caso seu PlayStation 4 esteja sendo afetado por esse problema, seu controle DualShock 4 não irá mais tremer durante suas sessões de jogo no console, como se a função estivesse desligada. Nos menus do videogames a opção de vibração ainda estará configurada como ligada, porém não estará funcionando.

Passo 1: Segure o botão Home, o botão no centro do controle com o logo do PlayStation.

Passo 2: O menu Home irá se abrir. Selecione então a opção “Adjust Devices”.
1
Passo 3: Selecione agora a opção “Turn Off Device” e seu DualShock 4 irá desligar.

Passo 4: Aperte novamente o botão Home para religá-lo e a vibração voltará ao normal.
2
Passo 5: Repita o processo sempre que desligar o console.

Por ora não há uma solução permanente, então se o seu videogame e controles estiverem sendo afetados pelo problema, será necessário sempre ficar repetindo esse procedimento. Espera-se que a Sony conserte esse defeito na atualização de número 1.71, mas não há qualquer garantia por enquanto.

 

 

Extraído do Tech Tudo

Júri considera Samsung culpada por infringir patentes da Apple Empresa coreana foi condenada a pagar US$ 120 milhões após julgamento.

apple-samsung-530x353Após três dias de deliberação, um júri na Califórnia considerou a Samsung culpada por infringir duas patentes da Apple em sua linha de smartphones. A empresa foi inocentada de outras duas acusações semelhantes, mas deverá pagar US$ 120 milhões, de acordo com a agência de notícias Associated Press. As duas companhias trocam acusações e processos sobre o assunto há anos.

De acordo com informações do “The Wall Street Journal”, ao longo das quatro semanas do julgamento, em uma corte de San Jose, a Apple alegou que a Samsung copiou deliberadamente itens do software do iPhone. A companhia coreana rebateu afirmando que a Apple estaria se aproveitando do sistema judiciário para barrar possíveis competidores no mercado.

Os fabricantes do iPhone acusam a Samsung Electronics Co. de violar cinco de suas patentes de software e pediam uma indenização de US$ 2.2 bilhões. Por outro lado, a Samsung processa a Apple por copiar duas patentes de sua propriedade, relacionadas a câmeras e transmissão de vídeos, em uma ação de US$ 7 milhões.

Em um julgamento anterior, realizado em 2012, a Samsung foi considerada culpada por violar seis patentes da Apple e condenada a pagar US$ 930 milhões, mas recorreu da decisão. Juntas, as duas empresas dominam quase metade do mercado mundial de smartphones.

 

Extraído do G1

Twitter testa versão ‘mudo’ para silenciar tuiteiros tagarelas no microblog

quiet-gesture-2610444O Twitter está implementando uma mudança que promete limpar o feed, evitando os tuiteiros mais tagarelas. O novo recurso tem a opção de silenciar certos usuários e já está disponível para algumas pessoas que usam o app para Android e iOS. Assim, as publicações de um perfil silenciado não aparecerão por um tempo. A novidade está em testes e evita que o internauta tenha que dar “unfollow”.

Para silenciar um perfil no Twitter, basta acessar a página da pessoa, tocar no botão de configurações e, em seguida, escolher a opção “Silenciar @nomedousuario”. Feito isso, os tuítes daquela pessoa deixarão de aparecer na sua timeline enquanto a função estiver ativada.

No entanto, você ainda conseguirá ver as mensagens postadas pelo usuário quando acessar o perfil dele, mesmo que este esteja bloqueado para não seguidores.

Embora já esteja disponível em apps de terceiros, a função de silenciar ainda era uma das lacunas do aplicativo oficial do Twitter. Com o “mudo”, o microblog passa a oferecer uma alternativa entre ter o feed lotado de mensagens de um mesmo usuário e ter que deixar de seguir um amigo, o que pode gerar ressentimentos.

Extraído do TechTudo