iPhone tem capa hi-tech que dá visão noturna à câmera do smartphone

imagem122A empresa FLIR lançou uma capa hi-tech que faz a câmera do iPhone captar imagens mesmo no escuro. Capaz de perceber diferentes densidades de calor, o dispositivo de infravermelho FLIR One usa a mesma tecnologia empregada em aparelhos militares para registrar imagens térmicas.

A case junta as informações de calor à imagem captada pela câmera do smartphone. Dessa forma, ele é útil para enxergar quando não há luz, detectar vazamentos de ventilação em torno de portas e janelas, problemas no motor do carro e superaquecimento de circuitos. Assim, pode ser usado até mesmo por questões de segurança, para saber no escuro o que está causando algum barulho ou movimentação estranha em casa, por exemplo.

Outra aplicação interessante do sensor de calor no smartphone é utilizá-lo em ambientes abertos à noites, como em acampamentos. Com a função, fica fácil explorar paisagens noturnas e descobrir animais e outros pontos de calor que seria impossível de detectar a olho nu.

Anunciado na CES no início deste ano, o acessório pesa aproximadamente 110g. Ele roda com bateria própria, que tem autonomia de até duas horas. O produto estará disponível para venda a partir de agosto, nos Estados Unidos, mas já pode ser encomendado. O preço é US$ 349, cerca de R$ 770 pela conversão direta. A FLIR One ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.

imagem219

 

Fonte: TT

Descubra se está na hora de trocar o PC ou se é melhor fazer um upgrade

Será que está na hora de trocar o computador por um novo? Ou vale mais a pena investir em uma atualização do aparelho? Com o passar do tempo, o PC começa a ficar lento e a apresentar falhas. Por outro lado, o mercado está sempre lançando modelos mais modernos. Por isso, seguem algumas informações que podem auxiliar o usuário diante desse dilema.

pc-1
Uma limpeza sempre ajuda

O computador começou a aquecer? Faça uma limpeza interna nele, abrindo o gabinete. Em primeiro lugar, desligue a placa de qualquer bateria ou conexão de energia e utilize um pano que não deixe fiapos ou resíduos. Remova o pó principalmente do dissipador de ar, o cooler. Se tiver muito acúmulo de sujeira, utilize um aspirador de pó no reverso, mas em uma potência média, para não produzir danos. Faça o serviço com uma pulseira anti-eletricidade estática. Quando estiver limpo, o PC provavelmente funcionará melhor.

pc-2

Troque os componentes para otimizar desempenho

A placa-mãe é o coração do computador. Se ela for off-board, você pode trocar os cartuchos de memória RAM DDR. Tente aumentar a capacidade dos pentes, para conseguir um rendimento melhor na sua máquina, mas selecionando componentes que sejam compatíveis com a máquina. Consulte o manual de instruções do fabricante para esclarecer dúvidas.

pc-3
Aumentar a capacidade da placa de vídeo também permite uma performance melhor. O PC tipo desktop foi construído justamente para facilitar a troca de suas peças. Portanto, se você precisa de mais capacidade para rodar seus programas, não hesite em fazer isso. Se achar necessário, troque o HD de memória interna também, para estocar mais programas.

Atualize o sistema operacional

Pode ser incômodo realizar um update no sistema Windows ou em qualquer outro, pois isso toma algum tempo em atualizações mais pesadas. Mas não deixe de fazer o update, porque salva o software de vírus e outros problemas decorrentes da defasagem dos programas.

Um dos problemas mais recorrentes de um sistema operacional desatualizado é a sua incompatibilidade com novos softwares. Você deixará de ter um programa de edição de imagens de ponta, por exemplo, se o sistema estiver muito antigo.

Com a passagem do tempo, a memória do computador terá problemas

Apesar de ser substituível, o disco rígido deixará de funcionar e você terá o risco de perder seus arquivos. Se a placa-mãe é o coração, o HD é o cérebro da máquina. A memória interna é gravada em um disco que fica mais riscado e mais ineficiente com a passagem do tempo, especialmente após formatações completas do sistema.

Faça a troca do componente sempre que possível, mantendo um backup em um HD externo para salvar as informações. Os discos rígidos dobram sua capacidade a cada dois ou três anos. Acompanhe as mudanças para manter sempre os melhores programas em sua máquina.

Drives podem pifar

Sabe o seu leitor de CD ou de DVD? Ele pode deixar de funcionar por uma falha elétrica. Com o advento do Blu-ray, esses componentes passaram a ter preços mais acessíveis, o que pode tornar a substituição mais fácil, a qual pode sair pela faixa de preço de R$ 100.

A mudança do drive de Blu-ray é mais cara, chegando ao patamar de R$ 300 ou R$ 500. Isso ocorre porque essa mídia é recente e foi lançada no mercado em 2009. Embora já esteja há cinco anos circulando, o Blu-ray só está se tornando mais utilizado agora, com a decadência dos DVDs, que possuem menos espaço.

Qual é a regra para trocar o computador?

O melhor conselho para saber se é hora de trocar de PC é este: se a manutenção custará mais de 50% do preço de um novo computador, faça a substituição. Não vale a pena manter uma máquina antiga se você já não pode fazer o upgrade da maneira ideal.

Computadores muito antigos precisam de tantas substituições que se tornariam novas máquinas com a alta quantidade de upgrades. Então, se o seu PC está nessa situação, é melhor pesquisar o preço dos novos modelos em lojas ou na Internet.

 

 

Fonte: TT

Facebook bloqueado? Excell Book transforma rede social em planilha;

capaAs redes sociais podem ter acesso bloqueado em certo computador, mas há como driblar esse impedimento com uma velha dica que se mantém dando certo para muitos. Para navegar no Facebook sem que ninguém perceba (principalmente o chefe), confira a seguir um tutorial que ensina como usar a rede com o Excell Book, um programa que imita um popular software de escritório – o Microsoft Excel.

Passo 1. Baixe o Excell Book no TechTudo Downloads para Mac ou Windows. Para usá-lo, é necessário ter o Adobe AIR instalado no computador;

Passo 2. Abra o menu “File” e clique em “Log in” para acessar a sua conta do Facebook;

passo2

Passo 3. Insira os seus dados para logar;

passo3

Passo 4. Conceda permissão para o Excell Book, descrito no Facebook pelo nome sugestivo “Be Stupid at Work”, obter dados do seu feed. Talvez seja necessário fechar e abrir novamente o programa;

passo4

Passo 5. Visualize o conteúdo organizado em colunas. Em cada uma delas, os posts do feed são separados em células com texto descritivo e link na coluna “Produto”; botões de curtir ou comentar na coluna “Cliente”; hora e autor na coluna “Quantidade”.

passo5

ATENÇÃO: Links para sites ou fotos são clicáveis, mas levam para o endereço usual do Facebook no navegador;

Passo 6. Publique na sua linha do tempo no campo principal “fx” e pressione “Enter” para enviar.

passo6

Na barra de funções, os únicos botões utilizáveis são os três primeiros em azul, à esquerda. Os dois primeiros trocam a visualização do feed para a página do perfil e o terceiro, em forma de balão, abre o chat do Facebook – essa função, porém, pode apresentar falha;

Passo 7. Para desconectar, basta acessar “File” novamente e clicar em “Log out”.

passo7

Pronto, agora você poderá acessar o Facebook em ambientes diversos, como no trabalho, e evitar ser descoberto na rede social.
Para facilitar, personalize os nomes de cada coluna da “planilha de mentira” clicando sobre as células – elas vêm em espanhol por padrão mas podem ser reescritas da maneira que for mais conveniente, em português.

Como alternativa, há também o HardlyWork, que faz mais ou menos o mesmo, mas usando uma plataforma web. Ou seja, não é necessário baixar um programa para o computador, e o visual é bem diferente.

 

Fonte: TechTudo

Carros não terão mais volante nem pedal dentro de 20 anos, diz pesquisa

female-driver-2074961Os carros do futuro não terão mais volante, pedais de acelerador e freio, buzinas e espelhos retrovisores. É o que prevê uma pesquisa realizada pelo IEEE (Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos), que acredita que até o ano de 2035 os automóveis serão assim. O Google, inclusive, saiu na frente, ao revelar, em maio, um modelo inteligente que dirige sozinho e não tem direção.

A pesquisa foi feita com mais de 200 participantes de um simpósio realizado pela IEEE sobre veículos inteligentes, que ocorreu entre os dias 8 a 11 de junho de 2014 em Dearborn, Michigan. Também foram ouvidos membros da Sociedade de Sistemas de Transporte Inteligente do Instituto, reunindo desde estudantes universitários até pessoas com mais de 20 anos de experiência no ramo. Eles opinaram sobre como acham que o ramo de transportes vai evoluir.

Os entrevistados apontaram seis problemas a serem superados para tornar possível a adoção em massa do carro inteligente. Os três principais são responsabilidade legal, fatores políticos e a aceitação do consumidor. Os desafios de infraestrutura, custo e tecnologia foram considerados os menores.

Yaobin Chen, membro sênior do IEEE, acredita que a política e as responsabilidades são elementos fundamentais e que, quando estes fatores forem definidos, os outros já estarão prontos. “Sempre que uma tecnologia puder causar mudanças fundamentais na rotina diária das pessoas, é necessário estabelecer leis e políticas que assegurem que a tecnologia será utilizada corretamente e beneficiará as pessoas. Isso é especialmente verdadeiro quando se fala em veículos inteligentes”, afirma.

Uma das vantagens do automóvel autômato está no fato de que, conforme ele vai ficando mais autônomo, alguns acessórios comuns hoje em dia deixam de ser essenciais. Os especialistas acreditam que, até o ano 2023, equipamentos como espelhos retrovisores, buzinas e freios de emergência não serão mais usados.

google_carro

Já outros recursos, como direção e pedais, devem ser removidos até 2035. Nesse período, 75% dos entrevistados acreditam que todos os estados dos Estados Unidos deverão aprovar uma legislação que permita o uso desses veículos.

“A tecnologia para construir carros sem condutor tem crescido nos últimos anos e isto vai facilitar sua adoção por parte do consumidor”, acredita Alberto Broggi, membro da IEEE e professor de engenharia informática da Universidade de Parma.

“A comunidade científica e fabricantes de carros têm trabalhado em parceria para incrementar as características autônomas em veículos modernos, com o objetivo de produzir automóveis sem condutor em um futuro próximo”, completa Broggi. Ainda segundo o professor, para que haja adoção em massa, é importante que as pessoas comecem a confiar nessa tecnologia

Quando perguntados sobre quais avanços tecnológicos serão importantes para o desenvolvimentos de veículos sem condutor, 56% dos entrevistados declararam que os sensores são essenciais. Em seguida, vêm software (importante para 48% deles), sistemas avançados de assistência ao condutor (47%) e GPS (31%).

O sensores são fundamentais porque um veículo sem condutor precisa de um fluxo de informações constante sobre a estrada e seus arredores. “Caso contrário, não conseguirá tomar boas decisões”, lembra Christoph Stiller, membro do IEEE e professor do Karlsruhe Institute of Technology, na Alemanha.

“Os sensores são pequenos, não invasivos e fornecem dados confiáveis. Além do mais, a tecnologia é relativamente barata e será de grande influência na criação de veículos sem condutor de baixo custo”, justifica. Já os mapas digitais têm uma função necessária para que os carros se movimentem com segurança.

Perguntados sobre o tempo que levaria para completar um mapa de todo o mundo, 74% dos entrevistados apostam que ele estaria disponível nos próximos 15 anos. Os especialistas acreditam que a América do Norte é a região que mais vai se beneficiar de veículos sem condutor. O continente foi apontado por 54% dos entrevistados, seguido da Europa (28%) e Ásia (17%). Quando será que essa tecnologia chega pelo Brasil?

 

Fonte: TT

Dell lança notebook que vira tablet e tem proteção de nível militar

latitude-rugged-extreme-e-conversivel-da-dell-com-protecao-ultrarresistenteA marca norte-americana Dell está lançando, no Brasil, um notebook que conta não somente com um revestimento ultrarresistente, mas que também é capaz de ser usado como um tablet, com tela sensível a toque. O modelo, Latitude 12 Rugged Extreme, tem visor giratório de alta definição e 11,6 polegadas.

A carcaça robusta de nível militar do aparelho, preparada para condições extremas, é comprovada pela certificação MIL-STD-810G, a mesma utilizada em equipamentos do exército nos Estados Unidos. E o preço se revela tão resistente quanto o produto para o bolso do consumidor comum. O aparelho custa a partir de R$ 15 mil.

O computador é mais indicado para trabalho rural, militar ou policial e uso dentro fábricas ou para pesquisas científicas. Ele é protegido por um gabinete de liga de magnésio e, internamente, por polímeros que protegem os componentes de quedas, líquidos e exposição a temperaturas extremas. O design do aparelho foi inspirado no modelo Dell XPS 12, trazendo o mesmo mecanismo de mudança entre os modos notebook e tablet, que requer girar a tela verticalmente e posicioná-la sobre o teclado.

O notebook vem ainda equipado com o chipset mais recente da Intel, que inclui a quarta geração de processador Intel Core i3 a i7, memória RAM de até 16 GB, unidade de disco rígido de estado sólido (SSD) de até 256 GB e sistema operacional Windows 8.1 Pro (64-bit). Há duas opções de placa de vídeo: Intel HD Graphics 4400, para i3 ou i5, e Intel HD Graphics 5000, para i7. Apesar das configurações de ultrabook, o lançamento da Dell é pesado devido à sua estrutura: 2,72 kg.

para-mudar-entre-modo-notebook-e-tablet-basta-girar-a-tela-sobre-o-teclado

O Latitude 12 Rugged Extreme já está à venda no site oficial da Dell. Além disso, a fabricante anuncia também outro modelo da linha com tela maior, de 14 polegadas: o Latitude 14 Rugged Extreme, porém este não pode ser convertido para tablet. O preço desse outro modelo está aproximadamente R$ 14 mil.

 

Fonte: TT

Facebook lança ‘Save’, função permite marcar posts para ler depois

introducingsave2_2O Facebook lançou um novo recurso chamado ‘Save’ para guardar posts da rede social para conferir mais tarde, quando houver mais tempo. É possível salvar itens como links sites externos e notícias, lugares, filmes, TV e música. Segundo a rede social, só o dono do perfil pode ver os itens que salvar – e compartilhar se quiser. O ‘Salvar’, como é chamado em português, estará disponível para todos os usuários do Facebook na versão para desktop (web), no iOS (iPhone) e também no Android em breve.

Os usuários poderão ver os itens salvos a qualquer momento no bookmark do Facebook. Bastará ir à aba “Mais” no celular ou clicando na coluna do lado esquerdo do Facebook na versão  web. Para salvar algum conteúdo, bastará tocar no novo botão “Salvar”, na parte inferior direita de um post ou na setinha que expande um menu de opções em cada publicação.

O conteúdo armazenado será organizado por categoria, permitindo que seja realizada uma navegação por gestos “swipe” em cada um deles para compartilhar com os seus amigos ou simplesmente arquivá-los após a leitura. Também será possível excluir o conteúdo salvo definitivamente, clicando em “…” e depois em “excluir”.

Além disso, o algoritmo do Facebook será capaz de disponibilizar alertas dos artigos que foram salvos no feed de notícias. Uma aba chamada “links you saved” (links que você salvou, em português) será exibida ocasionalmente no feed. Provavelmente, quando já houver uma grande quantidade de conteúdo e o usuário não estiver visualizando tudo com alguma frequência.

De acordo com o Facebook, o novo recurso vai ser disponibilizado “nos próximos dias”. Um tópico sobre a função, que será chamada “Salvar” em português, já foi até criado na Central de Ajuda da rede social.

 

Fonte: TechTudo

Aplicativo consegue estabilizar vídeos tremidos no iPhone

01steadyrepappstoreUma startup americana criou um aplicativo que permite aos usuários de iPhone estabilizar vídeos tremidos. O Steady foi lançado neste mês pela Stupefix (criadora de outro app famoso de edição e vídeo, o Stupeflix Studio) e consegue gravar vídeos de ação diretamente pelo smartphone com estabilização quase similar ao cinema.

O app grava vídeos em formato de tela quadrada (4:3) e widescreen (16:9), além de compartilhar diretamente para redes sociais como Vine, Instagram, ou mesmo comunicadores como WhatsApp e Google Hangout.

O Steady ainda possibilita registrar em movimento lento (slow motion) com 120 quadros por segundo (fps) no iPhone 5S e 60 fps no iPhone 5 e 5C – a ferramenta não funciona no iPhone 4 e iPad. Com o app também é possível colocar fotos e descrições nos vídeos, além de filtros. O aplicativo custa US$ 1,99 na App Store.

 

Fonte: Portal Terra

Um homem escreveu quase 10% de todos os artigos da Wikipedia com a ajuda de um bot

wikipediaTalvez você não conheça Sverker Johansson, mas deveria. Ele é o mais prolífico autor de artigos da Wikipedia – sendo responsável por 2,1 milhões de artigos publicados na enciclopédia online.

O Wall Street Journal preparou um incrível perfil do sueco de 53 anos, cujas contribuições superam qualquer outro editor da Wikipedia. Com formação em linguística, engenharia civil, economia e física de partículas, ele contribuiu principalmente em artigos sobre espécies obscuras de animais – particularmente besouros e borboletas – e sente muito orgulho do seu trabalho sobre cidades nas Filipinas.

Mas é provável que você não tenha lido nenhuma das suas contribuições: um terço do que ele escreveu está em sueco (seu idioma nativo), e dois terços em filipino (idioma da sua esposa). E suas contribuições não são um trabalho solo, como explica o Journal:

Grande parte das suas contribuições foi feita com um programa de computador – conhecido como bot… o programa do Sr. Johansson vasculha bancos de dados e outras fontes digitais atrás de informações, e então empacota tudo no formato de um artigo. Em um dia bom, ele diz que seu “Ljsbot” consegue criar até 10.000 novos artigos.

O uso de bots na Wikipedia é algo bastante controverso, e algumas pessoas alegam que isso limita a criatividade humana – mesmo que seu uso seja permitido pelas regras do site. Você pode ler mais sobre Johansson e seu trabalho no WSJ (em inglês).

Fonte: Uol

Descubra quem é e onde está o ladrão do seu celular com o CrookCatcher

f2i9ts0fseec6x2dzyka7xc7mO CrookCatcher é um aplicativo gratuito que tira foto de qualquer um que falhe em desbloquear seu smartphone ou tablet Android. Por meio de geolocalização, o app encontra a pessoa e envia esses dados para seu e-mail.

Para funcionar, basta que o dispositivo possua câmera frontal, esteja protegido por senha e com geolocalização ativada. A configuração é bastante simples e permite definir o número de tentativas erradas antes da captura da imagem.

O serviço é útil tanto em caso de perda ou roubo quanto para se precaver contra amigos e familiares intrometidos. Ao notificar sobre o uso indevido do seu celular, o programa também fornece o trajeto e distância entre o usuário e o aparelho, tal como na função de rotas do Google Maps.

Se o aparelho não tiver sido roubado, mas apenas espionado, o usuário também pode acessar a foto do bisbilhoteiro no menu “Crooks”. A opção informa data e hora da ocorrência, bem como o mapa. O dono do device pode compartilhar a fotografia via e-mail e redes sociais, tais como Facebook, Instagram e Google+. Faça o download de CrookCatcher para tirar foto de quem tentar roubar seu celular!

 

Extraído do TechTudo

Baixaki coloca o game Cidade Contra Zumbis em destaque no site

Hoje (09), um dos maiores portais de download do Brasil, o Baixaki, colocou o game “Cidade Contra Zumbis” em destaque na primeira página da sessão Android.

O game foi desenvolvido pela agência Rian Design e teve apoio da Prefeitura Municipal de Três Rios e Rádio 3 Rios.

Baixe gratuitamente para Android e iOS (iPhone, iPad e iPod):
www.cidadecontrazumbis.com

baixaki primeira pagina android